Abaixo algumas informações relevantes sobre o setor o qual estamos apresentando a Pegfly como uma solução para resolver o problema de todo este setor: vendas. Neste contexto a Pegfly surge como plataforma de intermediação de vendas conectando oferta e demanda. De um lado empresas que buscam cada vez mais custos menores e atendimento especial na compra de bilhetes aéreos e de outro lado as agência famintas por vendas, porém com muitas dificuldades e pouca inteligência na prospecção de novos negócios dentro desta categoria.

Panorama
O turismo representa cerca de 10% do PIB mundial e é responsável pela geração de um em cada 11 empregos no mundo, segundo dados da Organização Mundial do Turismo. Em economias emergentes como o Brasil, a participação do setor cresceu de 30% em 1980 para 45% em 2015 e deve chegar a 57% em 2030, equivalendo a mais de um bilhão de chegadas de turistas internacionais. Nesse cenário, as agências de viagem e os operadores turísticos são atores muito importantes para o segmento. Seu papel na organização, na intermediação e na promoção de serviços turísticos brasileiros faz com que sejam um dos elos mais importantes da cadeia para o desenvolvimento do turismo.

No país, o setor conta hoje com cerca de 36 mil empresas, em relação ao porte, cerca de 99,5% das empresas são pequenos negócios. A maior parte delas enquadra-se como Microempresa (ME), com 55,25%; seguida por Microempreendedor Individual (MEI), com 36,97%; Empresa de Pequeno Porte (EPP), com 7,25%; Empresa de Médio Porte (EMP), com 0,43%; e Empresa de Grande Porte (EGP), com 0,10%. Estas empregam quase 70 mil pessoas, sendo que aproximadamente 50 mil trabalham nos pequenos negócios. O faturamento total nominal das ME e das EPP foi de R$3.053.685.929, enquanto o faturamento nominal médio por empresa foi de R$ 165.055. Um recorte em uma pesquisa da ABAV mostrou que só nas 2.473 associadas, 24,4% participaram do levantamento movimentação anual de R$ 47.5 bilhões em vendas entre a agências.

– Emissão de passagens aéreas por mês: o resultado do censo mostrou que 65,60% das agências associadas emitem até 250 passagens aéreas; 16,90%, de 251 a 500; 7,30%, de 501 a 1.000; 4,10%, de 1.001 a 2.000 e 6% mais de 2.000 bilhetes.

Pesquisas Recentes
Aqui um estudo bastante completo sobre o setor realizado pela ABAV.
Neste link você pode fazer o download de uma pesquisa bastante importante feito pelo Sebrae que apresenta dados estratégicos sobre o setor de turismo no Brasil.

Interesse
Considerando o estágio atual do produto, plano de negócio, envergadura da equipe, estratégia de marketing, ideia e outros fatores relevantes, estamos cotizando esta startup para investidores que possam trazer conhecimento, investimento semente e acesso a mercado. Entre em contato para agendar reunião.

Comments are closed.